"Diga sim à vida, abandone todos os nãos possíveis". (Osho)


Gabriela, nossa filha de 9 anos, tem uma doença genética, uma gangliosidose, ela é neurodegenerativa, grave, severa e fatal. A doença chama-se SANDHOFF, e é semelhante a doença de tay-sachs. Lutamos dia a dia pela vida da nossa filha e jamais vamos desistir. Minha força vem de um Deus que faz milagres. Minha fé está além do impossível.

Luciana

9 de maio de 2011

Aconteceu... E DICAS COM GESSO PELVICO PODALICO


Gabi fraturou o femur, num acidente na fisioterapia, ela tem o ossinho fraco pois nunca andou, e aconteceu... fiquei muito mal... chorei 5 dias, mas depois consegui entender que Deus sabe de todas as coisas. Confio em DEUS e sei que esta será mais uma VITORIA da Gabi, para ficar no livrinho de MILAGRES dela! Bjs a todos e orem pela recuperação dela, ta amigos queridos!! FILHA TE AMO MUITO, RAZÃO DA MINHA VIDA!!! 

Tudo aconteceu a 17 dias atrás, a Gabi fez fisioterapia motora e a partir deste dia começou a chorar bastante, mas eu pensei que pudesse ser dor muscular (quando a gente faz exercício o músculo fica dolorido) mas não passava. A Gabi adora ficar no colo, e eu a pegava ela chorava, colocava na cama ela chorava ainda mais. Dava analgésico e a dor passava mas voltava.

Então percebi, após um banho, que a coxa esquerda dela tava muito inchada, a levei no hospital para raio-x e o medico viu a fratura. Nossa, fiquei tão mal! Chorei muito e não conseguia entender por que tinha que acontecer isto com minha filhinha bem agora... bem agora que ela estava tendo algumas melhoras. A gente fazia cócegas no pezinho dela e ela tava puxando a perna, fugindo sabe, reagindo... e JUSTO ESTA PERNA fraturou! Minha cabeça tava um conflito só.

Não fiquei com raiva de ninguém, nem de Deus. Ninguém teve culpa, foi um acidente, mas não conseguia entender nem aceitar isto. Era comigo sabe... Me perguntava porque... o tempo todo... mas foi quando mais uma vez, entreguei nas mão de DEUS, pois a gente é muito insignificante para entender certas coisas, Ele sim sabe o motivo de todas as coisas, e com certeza, mesmo doendo muito no meu coração consegui seguir em frente e acalmar meu coração.

Dia 27.04 a levei no ortopedista para ver como estava a fratura, e o medico disse que tudo esta indo bem. Fomos de ambulância do home care, não aconselho ninguém a ir atrás viu... Passei muito mal! rsrs.. O motorista ligou a sirene e foi cortando o trânsito para a Gabi ficar o menor tempo possível na maca, um amor de pessoa de verdade, ajudou até a carregar a Gabi, descendo 20 degraus comigo, eu é que sou fraca para estas coisas... passei mal... rsrs
Conheci também a médica da remoção, DRA ALINE, uma pessoa maravilhosa! Que bom conhecer uma médica que realmente faz medicina por amor!!! E a auxiliar Andreia também um amorzinho de pessoa!!

Bom gente, é isto. Vamos ter que esperar dia a dia, que este osso cole novamente e que a nossa Gabizinha fique boazinha de novo. O médico disse que a previsão é de 2 meses de gesso... aiiii... mas to pedindo mais este favorzinho pra Deus, que seja o mais rápido possível.

Filha te amo muito e estou tentando fazer com que você fique o mais confortável possível, se é que  isto é possível com um gesso desses... gesso pélvico podalico... afff que nome viu... mas mamãe ta com você filha, e tudo vai passar, minha florzinha linda!!!


DICAS
A Gabi ta sem gesso graças a DEUS, mas gostaira de postar umas dicas que podem ajudar quem esta nesta situação:
Eu quero postar aqui algumas coisas sobre como cuidar de uma criança com um aparelho gessado que além de limitar os movimentos, ainda é bem difícil de higienizar. Mas nada é impossível para uma mente criativa (oi?) e para quem vive na era da Fralda com Fecho em Velcro, há!

Primeiro os cuidados que todo gesso merece ter:
(Dr Celso Rizzi)
1- Esperar o gesso secar, se possível, ao sol e mantê-lo descoberto até que esteja completamente seco (24 – 48 horas).
O aparelho gessado parece inicialmente seco, mas estará em sua forma mais resistente apenas após 48 hs, por isso não apóie em nenhum local duro antes de completar este tempo porque poderá danificar o gesso e comprimir o membro imobilizado.
2- Manter o membro imobilizado na posição orientada pelo médico.
As imobilizações ao nível do membro superior devem iniciamente estarem em uma tipóia para evitar um edema ao nível dos dedos. Nos membro inferiores as primeiras 48 hs são importantes devido ao edema que se faz após o trauma inicial, por isso mantenha as pernas elevadas.
3 – Ao tomar banho, proteger o gesso de forma que o mesmo não entre em contato com a água (não molhar).
O gesso em contato com a água acaba amolecendo e se tornando quebradiço, por isso pode se tornar ineficaz e também prejudicar o tratamento ortopédico.
4- Não colocar nenhum objeto dentro do gesso, como por exemplo: caneta, lápis, régua e outros objetos pontiagudos.
Os objetos perdidos dentro do gesso provocam dores e com o passar do tempo podem causar uma ferida ou até uma úlcera.
5- Não apoiar sobre nenhum local rígido o membro imobilizado, se não for autorizado pelo seu médico.
Como dito anteriormante, o aparelho gessado danificado pode provocar compressão e causar uma lesão na pele ou mesmo em casos mais graves uma síndroma compartimental.
6 – Movimentar os dedos das mãos ou dos pés e demais articulações (“juntas”), não-imobilizadas, em todas as direções, várias vezes ao dia.
Esta movimentação tem duas finalidades: primeiro melhorar a circulação de retorno e evitar o edema de extremidade e segundo manter o tônus muscular e facilitar a reabilitação caso haja necessidade após a retirada do gesso.
7 – Procure atendimento médico urgente se:
- o gesso estiver apertado, com inchaço e palidez nos dedos;
- o gesso estiver amolecido quebrado;
- sentir dor forte e contínua, com dormência ou formigamento;
- apresentar febre.
Pelos cuidados básicos postados acima, percebe-se que: molhar o gesso, de jeito nenhum! Mas o gesso da Gabi passava por lugares úmidos, de onde saem coisas fedidas (xixi e coco) e aí #comofaz?
O médico falou que era pra por uma fralda por cima e ir trocando, que ia molhar e feder mesmo, jogar um talco pra disfarçar.
Mas “jaméeeee” que eu ia me contentar com isso, a enfermeira no hospital já me deu um toque: “põe uma fralda por dentro”, e deu uma piscadinha.
E como talvez alguns pais desesperados (como eu estava) por alguma solução de como trocar fralda numa criança com gesso pélvico podálico possam aparecer por aqui em busca de informações úteis além de um drama familiar, resolvi fazer um PAP (Passo a Passo) de como trocar a fralda de uma criança com gesso PP (vamos apelidar ele de pepê que fica mais bonitinho):

Outra dica importante, se a parte de trás do gesso por ser muito grande ficar muito perto do bumbum, peça para o médico cortar um pedaço, fica melhor pra higienizar.
Nas bordas do gesso convém colocar esparadrapo pois ele não deixa liquido penetrar no gesso,  principalmente na parte de trás perto do bumbum. Assim evita que o gesso suje com fezes. Colocava também nas bordas absorvente intimo feminino e prendia com fita crepe, para nao ir fezes para dentro do gesso.
Para dar banho eu forrava a cama com plástico (abri 2 sacos de lixo de 50 litros) e depois com uma toalha.
Colocava uma bacia vazia em cima da cabeceira da cama e separava uma jarra com água morna. colocava um rolinho na cabeça e forrava com aqueles trocadores de fralda. Cuidado para não escorrer água na parte de trás do gesso.
Eu lavava a cabeça dela primeiro depois  corpinho eu lavava com uma fraldinha com sabão e água e depois enxaguava com uma fralda só com água.
Tomava sempre o cuidado de depois de usar a fralda nas partes íntimas não usar mais em outras partes, então deixava essa por último.
Depois secava com a toalha e passava talco onde eu conseguia por dentro do gesso para deixar um cheirinho bom e sequinho. colocava a fralda, a camiseta e pronto.

5 comentários:

josie disse...

Ela fraturou na fisio foi? ai! que coisa chata, mas ela ta nessa foto com uma carinha ótima! bj princesa, vc vai ficar boa logo viu?

juju disse...

oi princesinha da titia amooooooooooo vc minha boneca? a titia ta rezando p/ vc fica bem se deus quizer vc vai melhorar logo logo mesmo.......beijos

FABY disse...

LINDA ELA!
VAMOS TER FORÇA QUE TUDO VAI DÁ CERTO!
FORÇA MÃE!!
BEIJOSS

Unidas Pela Vida disse...

obg queridas!! Graças a DEUS nossa princesa esta bem ! OBG PELAS ORAÇÕES !! DEUS ABENÇOE VCS!! BJSSS

Anônimo disse...

Ola meu nome é Cassia, tenho uma filha de 10 anos com SD chamada Julia.Nessa sexta a Ju teve um deslocamento no quadril e teve que colocar gesso pelvico e vai ter de ficar com ele pelo menos uns 3 meses para ver se o femor cicatriza sem a necessidade de cirurgia. Gostaria de saber se alguem ja passou por isso, pois estou precisando de muitas dicas, confesso que ainda estou em choque e preciso dividir minhas duvidas com alguem q ja passou por essa fase. bjs e obrigada
meu email é kcia.camargo@terra.com.br

O dente de leite no pulmão...

Minha filha veio apresentando um quadro estranho de broncoespasmo em setembro, a pediatra tentou de tudo, corticoide via gastrostomia, aerol...