Gigi
Gabi

22 de dezembro de 2012

FELIZ NATAL


Te convido a entrar na minha vida por alguns instantes... por segundos... Na vida onde uma mãe, um pai, uma familia ... lutam para dar a chance da sua filhinha viver... de continuar tentando um tratamento que esta dando resultados positivos, continuar lutando contra essa doença cruel... que não esta brincando... 
A Gabi tem Sandhoff.. e lutamos pela vida dela desesperadamente...
 Imagine por um instante que a vida da sua filha depente de um tratamento... que é a chance dela viver... Por Jesus, ajude a Gabi a ter mais e mais e mais Natais com saúde ! Qualquer quantia ajuda, mas faça uma doação... nao importa o valor... juntos vamos conseguir ...eu confio em Deus e na bondade de cada um de vcs, porque se a Gabi esta aqui hoje foi pela vontade de DEUS e de voces estenderam sua mão em socorro a ela, mas ela ainda precisa muito de você ... e de DEUS DO IMPOSSIVEL !!
Conseguimos ate agora quase 30 % do valor, eu sei que ainda falta muito, mas continuo com fé que ate o final de janeiro vamos ter o total, EU CREIO !!
 Desejo muita saude para todas as crianças deste mundo e peço a Deus e ao Papai Noel que traga o principal na vida delas: Saude!! Pq com saude, elas poderao, correr, falar, brincar, viver !!
 DEUS ABENÇOE CADA FAMILIA UM FELIZ NATAL CHEIO DE BENÇÃOS DE JESUS NOS SEUS LARES!


14 de dezembro de 2012

Materia sobre a Gabi no Portal Meio Norte





Muito emocionada!! UMA PAGINA INTEIRA NO PORTAL MEIO NORTE, sobre a GABI!! Muito obrigada!
Obg Jornal MEIO NORTE por estarem abraçando minha filha com tanto carinho, Deus abençoe! 

Obrigada a todas as 157.498 pessoas que viram a reportagem no Portal do Jornal Meio Norte ! 
Obrigada pelos 172 compartilhamentos!!! Deus abençoe vcs todos !! 

CHEGAMOS A 20% do valor mas ainda falta muito, mas se cada um ajudar,

com um pouquinho, com 1 real... qualquer quantia, junto
s conseguiremos levar a Gabi para o tratamento!

 
Você pode doar pelo Bradesco, banco do Brasil, Pagseguro 

Não tenho asas, mas tenho fé. 
Ela pode me levar muito além!! 


Obrigada por ajudarem a Gabi 

nesta linda corrente de amor!

Menina com doença rara precisa de R$ 58 mil para seu tratamento



Menina com doença rara precisa de R$ 58 mil para seu tratamento

A mãe fez uma campanha na internet, através do facebook Luciana Pallin, e conseguiu doações no valor de R$ 7 mil

diminuir aumentar








Gabi precisa de ajuda. Gabi precisa de ajuda. (Foto Reprodução)
Gabi tem um quarto repleto de brinquedos, mas também no local existem um balão de oxigênio e uma sonda que ajudam a manter viva a garota de 4 anos.
Gabriela não fala e está perdendo a visão, mas recebe todos os mimos de uma criança na idade dela. Ela é portadora da doença de Sandhoff, uma doença rara, genética e degenerativa que afeta o sistema nervoso, comprometendo todos os órgãos do corpo e provocando a cegueira.
Menina com doença rara precisa de R$ 58 mil para poder se salvar
“Com dois meses diagnosticaram a doença da minha filha e disseram que não tinha cura e que ela ia morrer. E aí ela começou a piorar, foi uma sequência de coisas que aconteceram lá e internação atrás da outra e minha filha já estava com uma sonda no nariz e não conseguia mais comer, foi tudo muito rápido e ela começou a ter uma infecção atrás da outra. Ela respira com ajuda de aparelhos. Me disseram que a estimativa de vida dela seria de três a cinco anos”, disse a mãe da menina Luciana Pallin.
Gabi é acompanhada diariamente pela fisioterapeuta, também Luciana. “No início eu fazia com a Gabi uma estimulação precoce, porque ela tinha um atraso, mas não se sabia o diagnóstico. Hoje, após o diagnóstico, sabemos que a Gabi apresenta muitas complicações, principalmente respiratória. Hoje eu faço estimulação fragmática nela”, disse a fisioterapeuta.
Menina com doença rara precisa de R$ 58 mil para poder se salvar
Foram anos e anos de pesquisa na internet, até que Luciana mãe, encontrou um tratamento experimental. No início do ano, a dona de casa levou a filha à capital peruana. Lá Gabi conheceu o mar e sua mãe a esperanças nas mãos de uma médico americano e um peruano.
A primeira etapa do tratamento com células tronco foi feita e agora precisa ser repetida. O valor que pode salvar a vida de Gabi é R$ 65 mil. Um dinheiro que a família dela não tem.
“Após a primeira etapa do tratamento a Gabi melhorou e está respondendo bem. É a única chance que ela tem de viver. Eu preciso das pessoas para tentar salvar minha filha, sozinha eu não consigo”, fala a mãe emocionada.
A mãe fez uma campanha na internet, através do facebook Luciana Pallin, e conseguiu doações no valor de R$ 7 mil, mas o restante do dinheiro ainda é necessário para que Gabi possa fazer o tratamento.
Se você quer ajudar anote:
Banco do Brasil
Conta poupança: 9178-2
Agência: 4226-9
Variação: 51
CPF: 060.049.913-84
OU
Bradesco /Banco 237
Conta poupança: 1009689-8
Agência: 2505
CPF: 077.608.488-70

13 de dezembro de 2012

CASO GABI CINTHIA LAGES 12 12 12



Eu não sou tão forte quanto eu previa, nem tão fraca quanto eu temia. Não tenho o passo rápido como eu gostaria, nem paraliso como poderia. Aprendi a me equilibrar nos extremos. Se não tenho o direito de escolher todos os acontecimentos, me posiciono de acordo com os fatos. No final, o que me move não é forte o suficiente para me derrubar, mais é intenso o bastante pra me fazer ir além.....


Cinthia Lages muito obrigada pela linda materia ! Vc é maravilhosa que Jesus sempre ilumine seus passos, agradeço tb Silas Freire voces entenderam perfeitamente minha luta, com imenso respeito pela Gabi !! DEUS ABENÇOE VCS E TODA EQUIPE DA

 TV MEIO NORTE!! MUITO OBG !!

AJUDEM A GABI Assistam o video e por favor, por Deus ajude minha filha !
DEUS ABENÇOE VCS!! 



Filha te amo infinitamente !




7 de dezembro de 2012

portal O Dia : Mãe pede doações para tratar filha com doença rara no Peru




  • Repórter: Juliana Dias (redacao@portalodia.com)

    Agradeço a sensibilidade e profissionalismo da reporter Juliana que agora já é uma grande amiga que ora e torce pela Gabi !! Deus te cubra de bençãos Juliana!!! 





  • PIAUÍ Mãe pede doações para tratar filha com doença rara no Peru 


    A pequena Gabriela Pallin, de 4 anos e meio, está precisando de ajuda


    Uma mãe que corre contra o tempo para tentar salvar a filha, a pequena Gabriela Pallin, de 4 anos e meio. Com a voz embargada, Luciana Pallin tenta fazer o relato da dura jornada até aqui. A sua luta diária é contra um inimigo invisível, mas cruel: Sandhoff, uma doença rara degenerativa do cérebro. "Minha filha quer viver", diz Luciana, que precisa de ajuda para levar a filha ao Peru, onde há um tratamento experimental para a doença. A família mora na zona Leste de Teresina e não dispõe de recursos para arcar com as despesas da viagem. Gabriela convive, desde cedo, com uma série de limitações. Sandhoff afeta o metabolismo, tornando de difícil absorção algumas substâncias gordurosas, que acabam se acumulando no cérebro, causando a destruição das células. Assim, a menina não consegue movimentar os músculos e não se desenvolve como as outras crianças da sua idade.
    A doença, de difícil diagnóstico, só foi descoberta quando a garota tinha um ano e cinco meses de vida. Com o passar do tempo, o quadro de Gabriela foi se agravando, com inúmeras crises convulsivas e internações. "Ela quase morreu várias vezes", conta a mãe. A rotina da família tem sido uma busca incansável pela cura. Inicialmente, os médicos desenganaram Gabriela. A doença, segundo eles, seria fatal. Mas, Luciana não perdeu a esperança e passou noites em claro fazendo pesquisas na internet até descobrir o tratamento no país andino. O procedimento é feito a partir de células-tronco trazidas dos Estados Unidos. Com a ajuda de doações, mãe e filha já foram ao Peru três vezes, para fazer o tratamento, mas será preciso retornar. "A cada vez que eu vou, ela dá uma melhorada. A Gabi era toda paralisada, hoje ela puxa a perna sozinha. Dorme respirando bem. Isso já é um ganho gigantesco. A geneticista dela no Brasil fala que eu tenho que continuar", afirma Luciana. O próximo procedimento está marcado para fevereiro de 2013. O tratamento é bastante caro, e o pagamento, em dólar. Os custos da viagem chegam a R$ 65 mil, sendo R$ 52 mil apenas para as despesas médicas. A família precisa desse valor até janeiro, a tempo de preparar as células-tronco para o novo implante. A fim de conseguir o dinheiro, Luciana realiza campanhas nas redes sociais. Para ajudar a família, basta fazer uma doação:

    Banco do Brasil Conta poupança: 9178-2
    Agência: 4226-9 Variação: 51
    CPF: 060.049.913-84) ou 
    Bradesco Banco 237 Bradesco
    Conta poupança: 1009689-8
    Agência: 2505/CPF: 077.608.488-70).

     Para saber mais informações sobre a história de Gabriela, acesse o site http://www.unidaspelavida.com ou os perfis da mãe da garota nas redes sociais: http://www.facebook.com/luciana.pallin e https://twitter.com/lupallin


    6 de dezembro de 2012

    Ajudem Gabriela



    Doar é um ato de amor,
    Olhar ao lado e se enxergar no próximo,
    Não existe dia e nem hora pra ajudar alguém..
    A vida coloca todos os dias em seu caminho pessoas 

    que precisam de alguma maneira de você!
    Seja sensível ao toque da vida..Ajude..se ajude!

    Gabi esta no seu caminho,

    Ela precisa de vc ! Faça sua doação, qualquer quantia ajuda!

    DEUS ABENÇOE !





    4 de dezembro de 2012

    portal cidade verde


    Agradeço pela imensa bondade de Marina Juca, Amauri Juca e Dina Magalhães, que estao incansavelmente dedicados a campanha da Gabi, que DEUS ABENÇOE VOCÊS !! 

    Família precisa ir ao Peru tratar criança de 4 anos com doença rara





    A pequena Gabriela, de apenas 4 anos, possui uma grave enfermidade genética rara chamada doença de Sandhoff, que afeta o metabolismo e os neurônios, causando a deterioração progressiva do sistema nervoso central, entre outros problemas. 
    A doença não tem cura e é fatal. Mas, em Lima, no Peru, há um tratamento experimental baseado em terapia genética e células-tronco. A mãe da menina, Luciana Pallin, está realizando uma campanha para conseguir o dinheiro necessário para viajar até o país andino e realizar mais uma etapa dos cuidados que, segundo ela, proporcionaram avanços a sua filha.


     “Esse tratamento pode salvar a vida da minha filha. Já fui por três vezes a Lima, mas como o tratamento é experimental, minha filha precisa de mais uma sessão. Ela está respondendo muito bem, reagindo e mantendo as melhoras, o que já é um milagre, por se tratar de uma doença tão cruel”, descreve Luciana.
    A mãe da garotinha realiza uma campanha através de redes sociais para pagar o tratamento que custa aproximadamente R$ 65 mil, incluindo despesas médicas orçadas em R$ 52 mil, fora despesas com passagens e hospedagem na capital peruana.

    Para ajudar, basta fazer uma doação no Banco do Brasil ou Bradesco. Para saber mais informações sobre o caso, acesse o site, o facebookou o twitter.

    Banco 237 -  Bradesco
    Conta poupança: 1009689-8
    Agência: 2505-4
    Gabriela Pallin Barbara
    CPF:  077.608.488-70

    Banco do Brasil
    Conta poupança: 9178-2
    Agência: 4226-9
    Variação: 51
    Gabriela Pallin Barbara
    CPF: 060.049.913-84


    Carlos Lustosa Filho
    redacao@cidadeverde.com


    ACESSEM: click aqui:
    http://www.cidadeverde.com/familia-precisa-ir-ao-peru-tratar-crianca-de-4-anos-com-doenca-rara-119688